Cientistas vêm relação de vitaminas com mau colesterol
  Data: 04/05/2004

Cientistas descobriram que as vitaminas E e C e substâncias como o beta-caroteno impedem que o fígado destrua uma forma inicial do colesterol que faz mal à saúde. As vitaminas são antioxidantes e sempre foram consideradas benéficas por atacarem os radicais livres do organismo, partículas capazes de danificar as células do corpo. Em publicação na revista científica Clinical Investigation, os pesquisadores dizem ter descoberto que os antioxidantes na verdade impedem a luta do corpo contra o colesterol. Normalmente, as células do fígado destróem lipoproteínas como o VLDL (sigla para lipoproteína de densidade muito baixa, em inglês), impedindo que elas se transformem em LDL, lipoproteína que contribui para o entupimento das artérias. No entanto, em testes de laboratório, os pesquisadores descobriram que as vitaminas C e E e o beta-caroteno impedem que esse processo aconteça nas células do fígado. Em testes com ratos e camundongos, a vitamina E impediu que esse processo de destruição acontecesse, o que resultou em uma menor destruição das lipoproteínas pelo fígado. "Nosso estudo é o primeiro a relacionar vitaminas antioxidantes e o VLDL", diz Edward Fisher, da Universidade de Nova York. "Os resultados que obtivemos mostram que as vitaminas antioxidantes podem ser perigosas ao coração, já que aumentam a secreção de VLDL nas células do fígado." Mas, segundo ele, mais estudos são necessários para comprovar as descobertas. "Enquanto não tivermos mais dados, não podemos dizer que as pessoas devem deixar de tomar essas vitaminas." Fisher também acrescentou que estudos feitos em outros animais revelaram que os antioxidantes podem ter efeitos benéficos em outras partes do corpo, como na proteção contra a arteriosclerose e a diabetes.


voltar