Gordura visceral: alerta
  Data: 21/01/2008

O organismo tem dois tipos de gordura. A subcutânea, que está em todo o corpo, e a visceral, que envolve os órgãos. A visceral se acumula na cintura. Todo mundo tem as duas gorduras. Mas, em quantidades exageradas, a da cintura faz mais mal que a subcutânea. A visceral fica armazenada numa região nobre do corpo, onde estão os órgãos importantes (fígado, pâncreas e intestino, por exemplo). Em excesso, ela serve de barreira para a circulação sanguínea local.

As células de gordura visceral produzem hormônios relacionados à inflamação e á alteração circulatória. Ela também aumenta a resistência à ação da insulina - hormônio produzido pelo pâncreas, que tem a tarefa de levar a glicose para as células. Sem insulina, o organismo fica sem energia. A visceral também aumenta a quantidade de gordura absorvida pelo fígado, o que sobrecarrega o órgão.

Entre às doenças associadas à gordura visceral estão a diabetes, pressão alta, colesterol ruim e trglicérides, todos eles fatores de risco para o coração.


voltar