Estudo revela que hipertensão em crianças passa despercebida nos EUA
  Data: 21/08/2007



Os problemas de hipertensão entre as crianças e adolescentes, muitas vezes ligados à obesidade, não foram diagnosticados em muitos casos nos Estados Unidos, segundo um estudo publicado hoje pela revista "Journal of the American Medical Association".

Os autores do estudo alertam que a falta de diagnóstico deste problema entre os menores é bastante grave porque a hipertensão pode ser sintoma de outras doenças de rim ou de coração, assim como de problemas de sobrepeso ou obesidade.

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores submeteram à análise mais de 14 mil pessoas de entre 3 e 18 anos e descobriram que 507 sofriam de hipertensão.

Cerca de 75% desses 507 indivíduos não tinham sido diagnosticados como hipertensos, apesar de terem sido submetidos a pelo menos três exames médicos.

Os pesquisadores reconhecem que é difícil detectar níveis elevados de pressão entre as crianças e adolescentes porque os resultados variam muito em função da idade, o peso e a altura.

No entanto, insistem em que é necessário fazer com que os sistemas de diagnóstico sejam mais eficazes e sugerem atualizar os métodos de registro de dados para comparar os resultados entre os diferentes exames.


voltar